Ciência

Sedã da Ford também ganha nova versão de entrada com EcoBoost

Sedã da Ford também ganha nova versão de entrada com EcoBoost”

Em sua reestilização de meia-vida, o modelo recebe pequenos ajustes estéticos, mas também um pacote robusto de tecnologias semiautônomas em suas versões de topo, além da terceira geração do sistema multimídia Sync, mais integrada a smartphones.

As motorizações continuam sendo a EcoBoost 2.0 turbo a gasolina de 248 cv de potência, na versão Titanium, e a 2.5 flex de 166/175 cv (gasolina/etanol) nas configurações SE e SEL. Esta última recebeu o sistema de partida a frio, que elimina o tanquinho auxiliar de gasolina. Com tração integral (AWD) custa R$ 154.500 e soma piloto automático adaptativo, alerta de colisão e detector de pedestres com frenagem automática de emergência, assistente de estacionamento autônomo e teto solar (opcional de R$ 4.000 nas demais versões).

Como destaques, o Fusion se torna o primeiro do seu segmento a oferecer assistente de frenagem autônoma com detecção de pedestres, sistema operado por radar e sensores, que ajuda a evitar atropelamentos e colisões.

Outra novidade é o estacionamento de segunda geração, para vagas paralelas e perpendiculares.

"A versão de entrada vem com seletor E-shifter, chave com sensor de presença, acesso inteligente e partida sem chave (Ford Power), grade dianteira com controle ativo, faróis com luz diurna em LED, rodas em liga-leve 18", sensor de monitoramento individual de pressão dos pneus e sistema de conectividade Sync3 com 11 alto-falantes, compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

Líder de vendas entre os sedãs acima dos médios tradicionais, com 2.391 emplacamentos acumulados em 2016, o Ford Fusion ganhou nos últimos meses concorrentes com declaradas pretensões premium, como os novos Honda Civic e Chevrolet Cruze. A grade frontal conta agora com sistema de fechamento ativo, recurso que busca melhorar a refrigeração do motor e a aerodinâmica.

O câmbio automático de seis marchas, presente em todas as variantes, agora é acionado por um novo seletor de marchas rotativo no lugar da alavanca. Os faróis ficaram mais alongado. A traseira ganhou lanternas com novo desenho e luzes de LED. As rodas de liga leve de 18 polegadas em todas as versões, também são novas. O interior tem novo acabamento e combinação de cores, com a opção Soft Ceramic, em preto e branco, na versão Titanium AWD.

A lista de equipamentos de segurança inclui ainda oito airbags, sistema de monitoramento de ponto cego, sistema de permanência em faixa, sistema de detecção de cansaço, cintos de segurança traseiros infláveis e controle eletrônico de estabilidade e tração, que garantem o padrão cinco estrelas de segurança.

Mecanicamente, o novo Fusion 2017 vem com o motor 2.0 EcoBoost e teve a potência aumentada para 248 cv e ficou 7% mais econômico. Alta de pouco mai de 30% no preço de base em três anos. Segundo a Ford, as três primeiras revisões somadas saem por R$ 1.636.

Não perca na edição de outubro de QUATRO RODAS o teste de pista completo do novo Ford Fusion! "Na linha 2017, traz o que há de mais avançado em tecnologia para a segurança, desempenho e conectividade", disse Lyle Watters, presidente da Ford América do Sul, durante apresentação do produto, na Praia do Forte, no litoral baiano. O modelo Sport é o que possui o design com detalhes mais negros, enquanto os modelos Platinum, SE e Titanum Fusion possuem detalhes frontais mais arrojados e brilhantes.



Somo este

Más reciente




Rekomendado