Mundo

Coreia do Norte fracassou em nova tentativa de lançar um míssil — Seul

Coreia do Norte fracassou em nova tentativa de lançar um míssil — Seul”

O evento irá comemorar o 105º aniversário do avô de Kim, o fundador da Coreia do Norte, Kim Il-sung, uma data conhecida como o "Dia do Sol" na República Popular Democrática da Coreia.

O vice-chanceler da Coreia do Norte, Han Song Ryol disse que o governo de Trump é "mais perverso e mais agressivo" que os anteriores.

Alguns destacamentos portavam rifles ou lança-granadas e outros tinham óculos de visão noturna e o rosto pintado. Conforme a agência de notícias, 56 mísseis de 10 classes diferentes foram transportados por reboques e caminhões.

Pyongyang tem sido alvo de várias resoluções da ONU que procuram impedir o país de adquirir tecnologia nuclear e balística.

O comandante do país não falou durante a cerimônia. "Se os Estados Unidos fizerem provocações imprudentes contra nós, nossa força revolucionária contra-atacará num instante com um ataque aniquilador e responderemos a uma guerra total com guerra total e a ataques nucleares com nosso próprio arsenal atômico", afirmou Choe. Imagens de sátelite analisadas por peritos confirmam uma crescente atividade na área do sítio de testes nucleares da Coreia do Norte, escreve a Reuters.

Na sexta-feira a Coreia do Norte reclamou que os Estados Unidos estão levando "grandes ativos estratégicos nucleares" para a região, à medida que a frota comandada pelo porta-aviões USS Carl Vinson, aproximava-se. "Se ocorrer uma guerra, o resultado será uma situação em que ninguém sairá vencedor", alertou o ministro chinês, sem se referir diretamente às ameaças do Presidente norte-americano.

A tensão está em crescendo desde o encontro, na última semana, entre os Presidentes norte-americano, Donald Trump, e chinês, Xi Jinping.

"O objetivo comum dos nossos dois países é fazer voltar todas as partes à mesa das negociações", disse Wang durante uma conversa telefónica com Lavrov na noite de sexta-feira, segundo comunicado divulgado na página de Internet do ministério.

"A China está disposta a coordenar estreitamente com a Rússia para ajudar a acalmar a situação na península e encorajar as partes a retomar o diálogo", declarou na sexta-feira o chefe da diplomacia chinesa.

A Rússia também expressou preocupação e pediu "moderação a todas as partes para evitar qualquer ação que possa ser interpretada como uma provocação".

Desfile em Pyongyang em homenagem a fundador do Estado norte-coreano.

A Coreia do Norte tentou lançar um míssil balístico na costa leste do país, este domingo, mas o teste terá falhado, revelou o exército da Coreia do Sul.

Os foguetes transportados por reboques pareciam mais largos do que os atuais KN-08 e KN-14.

Segundo especialistas, as armas apresentadas podem ser mísseis balísticos intercontinentais ou só maquetes de projéteis ainda em desenvolvimento.



Somo este

Más reciente




Rekomendado