Esportes

Edgardo Bauza não suporta pressão e é demitido da Seleção da Argentina

Edgardo Bauza não suporta pressão e é demitido da Seleção da Argentina”

O ex-treinador do São Paulo foi comunicado oficialmente nesta segunda-feira por Claudio Tapia, recém empossado presidente da AFA (Associação de Futebol da Argentina) durante uma reunião que contou com o representante de Patón.

O nome do substituto ainda não foi divulgado, mas Tapia embarcará para a Espanha para resolver o assunto.

Como esperado, Edgardo Bauza não é mais técnico da Argentina.

A Argentina está em 5º lugar nas Eliminatórias, com 22 pontos, colocação que leva a equipe a uma repescagem contra o campeão da Oceania. Tinelli (diretor de seleções da AFA) queria que Bauza ficasse, e a maioria dos dirigentes não tinham as mesmas intenções. Na manhã desta segunda-feira, o atual comandante da albiceleste esteve em Ezeiza, concentração da equipe e após algumas horas se retirou do local sem falar com a imprensa. Uma coletiva de imprensa está programada para esta terça-feira, quando os detalhes serão explicados, segundo informações do diário Olé e do jornal Clarín.

Bauza foi contratado em 5 de agosto de 2016 para o lugar de Gerardo Martino, que havia sido demitido em 5 de julho do mesmo ano, após o vice-campeonato na Copa América Centenário, pelos problemas institucionais da AFA.

Em sete meses no comando da Argentina, o treinador conquistou apenas três vitórias em oito jogos disputados.

Bauza venceu três vezes, perdeu três e empatou duas à frente da Argentina. Seu time marcou nove gols e sofreu 10 no período.

Messi foi punido pela Fifa com quatro jogos de gancho por causa dos insultos ao bandeirinha brasileiro Emerson Augusto de Carvalho.

Na última rodada, a 14ª da competição, com muitos desfalques, inclusive de seu camisa 10, que está suspenso, Bauza acabou sucumbindo em La Paz com uma derrota por 2 a 0 para os bolivianos.



Somo este

Más reciente




Rekomendado